quarta-feira, 30 de setembro de 2009

What I'm Feeling

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Cura

É fácil dar a solução fácil quando não se sabe muito bem do problema, ou quando não se entende o que está por detrás da causa, ou quão profunda é na realidade a ferida.

O primeiro passo para a verdadeira cura é saber exactamente qual é a doença para se poder tratar. Mas isso não é o que as pessoas querem ouvir.

Nós devíamos esquecer o passado que nos trouxe até aqui, ignorar as complicações futuras que irão surgir, e ir para a solução rápida.

Como amigos. Como seres humanos. Todos tentamos fazer o melhor que podemos. Mas o mundo é cheio de inesperadas reviravoltas. E quando achamos que somos donos do nosso lugar, o chão sob nós sai do sítio e derruba-nos.

Se tivermos sorte, acabamos com nada mais do que um arranhão. Algo que um penso rápido pode cobrir. Mas algumas feridas são mais profundas do que aparentam ser e necessitam de mais cuidados do que um penso. E com algumas feridas, temos que tirar o penso e deixa-las respirar e dar-lhe tempo para se curarem.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Gratidão

Gratidão. Reconhecimento. Agradecimento.

Não importa as palavras que se use, todas significam a mesma coisa... Feliz.

Nós deveríamos ser felizes, gratos pelos amigos, família.

Felizes só por estar vivo... Quer gostando ou quer não.


Talvez não devemos ser felizes.

Talvez gratidão não tenha nada a ver com alegria.

Talvez estar grato signifique reconhecer o que se tem e para que serve...

Apreciar pequenas vitórias... Admirar o esforço que leva simplesmente para ser humano.

Talvez sejamos gratos pelas coisas familiares que conhecemos.

E talvez sejamos gratos pelas coisas que nunca conheceremos.

No final do dia, o facto de termos a coragem de ainda estarmos de pé é razão suficiente para comemorarmos.